A Instituição

A Associação para o Desenvolvimento e Acão Social de Malpartida, Instituição Particular de Solidariedade Social, foi fundada em 2 Novembro de 1999 com o objetivo de contribuir para a melhoria das condições de vida da população. Tendo em conta o contexto social da freguesia e das freguesias limítrofes, a associação focou a sua área de intervenção na população idosa, criando um espaço que permitiu colmatar algumas necessidades básicas.

A atividade iniciou-se na antiga escola primária, espaço cedido pela Junta de Freguesia, com as respostas de Apoio Domiciliário e Centro de Dia.

Havendo necessidade de melhorar as infraestruturas para desenvolvimento da atividade, e  simultaneamente, criar a resposta de Lar, que desde inicio foi idealizada. Com apoio da população e entidades públicas, foi construído um edifício da Associação, que entrou em funcionamento em Dezembro de 2007 no entanto a resposta de Lar apenas tinha capacidade para 6 utentes, o que dificultava a sustentabilidade financeira da Instituição.

Em 2011 foi elaborado um projeto no âmbito do PRODER, que tinha como objetivo primordial a ampliação do Centro de Dia, Lar e Apoio Domiciliário. Após toda a dedicação, prestada pelos membros que constituíram as sucessivas direções, funcionários e técnicos, vimos realizado o nosso objetivo em Março de 2013.

Atualmente, possuímos um edifício muito bem equipado, dispondo de quartos amplos com wc privativo, espaços de lazer, e de serviços adaptados as necessidades inerentes. Relativamente à capacidade, podemos receber até 19 utentes na resposta de Lar, 9 em Centro de Dia e 31 em Apoio Domiciliário, o que consideramos satisfatório.

Como é habitual, anualmente é elaborado um plano de atividades, direcionado aos nossos utentes, com diversas funcionalidades, tais como cognitiva, motora e de motricidade. Desta forma, pretende-se uma participação do idoso, desenvolvendo e preservando capacidades que garantam a interação com os utentes e comunidade.

Estamos crentes que esta instituição é uma mais valia quer para a localidade quer para o próprio concelho.